CCP DIVULGA RESULTADOS DO 3º TRIMESTRE DE 2018 COM AUMENTO DO EBITDA AJUSTADO E DOS NÍVEIS DE OCUPAÇÃO FÍSICA E FINANCEIRA

- Press -

Sorry, this entry is only available in Brazilian Portuguese. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in the alternative language. You may click the link to switch the active language.

Desempenho dos segmentos de escritórios corporativos e shopping centers confirma trajetória de recuperação e melhora constante dos indicadores  

São Paulo, 31/10/2018 – Uma das líderes brasileiras no mercado de locação, venda e administração de imóveis comerciais, a CCP (Cyrela Commercial Properties) voltou a registrar importantes avanços nos seus principais indicadores de performance.

Na apresentação dos resultados referentes ao 3º trimestre de 2018, ocorrida nesta terça-feira 31, a companhia anunciou crescimento de 55% no Ebitda ajustado, comparado ao mesmo período de 2017 (de R$ 40,9 milhões para R$ 63,4 milhões).

Esse indicador representa a geração de caixa desconsiderando os impactos financeiros e dos impostos.

Outro dado expressivo refere-se aos níveis de ocupação física e financeira de seus imóveis, que cresceram, respectivamente, 5,8 pontos percentuais e 3,8 pontos percentuais.

Segundo a CCP, o aumento da ocupação é explicado, especialmente, pela retomada das locações no edifício Brasílio Machado e pela redução contínua da vacância nos shoppings Cerrado e Metropolitano Barra.

Especificamente no segmento de edifícios corporativos, o índice de ocupação física melhorou 1 ponto percentual, enquanto o de ocupação financeira cresceu 1,6 ponto percentual.

No segmento de shopping centers, o panorama positivo se repete, com aumento de 1,3 ponto percentual no índice de ocupação física, e 3,5 pontos percentuais na ocupação financeira.

VENDAS CRESCENTES – Com seis shoppings sob a sua administração nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Goiás, a CCP registrou no último trimestre aumento de 8,7% nas vendas (R$ 747 milhões), comparado ao mesmo período de 2017.

Indicador determinante no setor, o fluxo de público, baseado no movimento nos estacionamentos dos shoppings, aumentou 5,9%, somando aproximadamente 2,7 milhões de veículos.

A companhia observa que os resultados refletem o retorno positivo de várias estratégias adotadas para fortalecer o caixa da companhia e consolidar uma trajetória de crescimento constante.

  • Would you like to receive
    exclusive news?