Miss Silvia Morizono

- Triple A -

A evolução dos edifícios Triple A. Esta é uma boa forma de traduzir a singularidade da arquitetura, paisagismo, infraestrutura e recursos do Miss Silvia Morizono, empreendimento comercial de alto padrão situado em um dos últimos terrenos disponíveis para incorporação na disputada e valorizada região corporativa da avenida Brigadeiro Faria Lima, zona sul da capital paulista.

Área Total

16.289 m²

Entrega

2017

Avenida Brigadeiro Faria Lima, 4.100, Itaim Bibi

Uma “escultura” de linhas modernas, o edifício, com fachada “cortina” de vidro e envolvido por muito verde, parece flutuar do chão. O desenho das linhas que atravessam a fachada em diferentes ângulos é reproduzido na praça externa, através da iluminação de piso, criando originais efeitos refletivos.

O Miss Silvia Morizono contempla padrão e recursos equivalentes aos empreendimentos comerciais mais sofisticados do mundo – com avançados sistemas de automação e supervisão predial, ar condicionado, elevadores, instalações elétricas e hidráulicas, geração de energia, telecomunicações, conforto térmico e acústico, entre outros. O projeto ainda se destaca pelos materiais nobres e pela qualidade construtiva, assinada pela Cyrela.

Já é possível perceber a exclusividade do projeto que, para além de seus diferenciais, trata-se, em essência, de um empreendimento de categoria “Triple A”. Tal classificação , conferida pelo Núcleo de Real Estate da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, define edifícios de escritórios inteligentes desenvolvidos para atender as demandas de empresas de médio e grande portes, segmento que a CCP – Cyrela Commercial Properties, uma das mais conceituadas empresas do mercado imobiliário brasileiro, detém a liderança.

A economia de recursos naturais e utilização de materiais sustentáveis são fundamentais no processo construtivo do Miss Silvia Morizono, uma vez que o empreendimento é pré-certificado para obtenção do selo de certificação LEED® nível Gold (Leadership in Energy and Environmental Design), conferido pelo U.S. Green Building Council (USGBC). O selo atesta que os edifícios cumprem os requisitos exigidos para construções sustentáveis, também chamadas Green Buildings – edifícios com baixo impacto ambiental, que asseguram condições salutares de ocupação e maior retorno econômico. O Green Building Council Brasil (GBC Brasil), representante oficial do World Green Building Council (WGBC), elegeu a ferramenta de certificação LEED® como a mais adequada a ser aplicada no país, em função das características do mercado brasileiro. Essa certificação foi desenvolvida com a colaboração de cientistas, arquitetos e engenheiros de vários países, sendo reconhecida mundialmente como parâmetro de mensuração para construções sustentáveis. O processo de certificação do edifício Miss Silvia Morizono comprova a preocupação da CCP – Cyrela Commercial Properties com a responsabilidade socioambiental da região onde o empreendimento será implantado, bem como de toda a cidade.

O gerenciamento de operações da torre Miss Silvia Morizono será realizado por um sistema de automação e supervisão predial que gerencia, ininterruptamente, o funcionamento inteligente do ar condicionado central (incluindo áreas privativas), elevadores, entrada e distribuição de água e energia elétrica, iluminação, geradores de emergência, acesso a áreas restritas, além de dispositivos para combate a incêndios. O sistema gera ordens de serviço, manutenção e prevenção eletronicamente, alertando para a necessidade de ações corretivas. O edifício também contempla infraestrutura para abrigar os mais modernos recursos de telecomunicações. O Miss Silvia Morizono possui uma rede interna com pontos de telefonia e dados, interconectada com as redes das concessionárias – a ser implantada por uma empresa gestora de telecomunicações com outorga da Anatel. O empreendimento conta com um sistema de ar-condicionado central do tipo expansão indireta, com capacidade estimada em 720 TR com central de água gelada comporta por 2 chillers elétricos. Cada conjunto será atendido por uma unidade condicionadora de ar, sendo que cada pavimento pode ser dividido em até dois conjuntos. A preparação para recebimento de caixas de Volume de Ar Variável (VAV), a serem instaladas pelos ocupantes, irá permitir temperaturas diferentes em cada ambiente dos escritórios. As caixas VAV poderão ser interligadas ao sistema de automação e supervisão predial. O projeto oferece recursos de free cooling de ar e de água, assim como ventiladores de velocidade variável, para redução do consumo de energia e aumento do conforto dos usuários. O sistema de detecção e combate a incêndios foi projetado de acordo com as normas brasileiras e recomendações da NFPA (National Fire Protection Associations). O Miss Silvia Morizono conta com projeto específico de segurança patrimonial, o que inclui circuito fechado de TV, cartões magnéticos de acesso, catracas, cancelas, sensores de porta e vigilância 24 horas. O empreendimento também será dotado de sistema de controle de acesso ao público, a ser configurado pelo condomínio e operado por meio da internet (protocolo TCP/IP). Integrado à central de automação e supervisão predial, o mecanismo fornece alarmes de eventuais tentativas de acesso a áreas técnicas de acesso restrito a pessoas autorizadas. O edifício contará com a administração predial da Facilities Business, uma empresa do Grupo Cyrela, cujo propósito é de garantir a gestão profissional dos edifícios comerciais Triple A. Através da administração profissional e eficiente dos serviços, oferece conforto, comodidade e suporte técnico aos seus clientes, agregando mais sofisticação e valor ao empreendimento. Adicionalmente contará com uma estrutura de conciergerie – atendimento diferenciado, liderado por profissional com domínio de dois ou mais idiomas, que oferece soluções ágeis e eficazes aos ocupantes do edifício. Esse conceito de prestação de serviços é oriundo da hotelaria de luxo. Mais que um funcionário, o concierge desempenha o papel de um verdadeiro anfitrião do empreendimento. A estrutura do edifício inclui, ainda, área de docas – coberta e isolada – com expedições para carga e descarga e recebimento de correspondências, port-cochère coberto com serviço de valet além de acesso para portadores de necessidades especiais.

A procura e valorização imobiliária crescente se justificam, uma vez que praticamente não existem mais áreas disponíveis para incorporação na famosa avenida. A Faria Lima conta com 4,6 mil metros de extensão, tendo início na rua Pedroso de Morais e término na avenida Hélio Pelegrino – atravessando os bairros de Pinheiros, Jardim Europa, Jardim Paulistano, Itaim Bibi e Vila Olímpia. A Faria Lima representa o mais dinâmico eixo comercial e financeiro de São Paulo, abrigando sedes de importantes corporações nacionais e internacionais dos mais diversos segmentos de atuação. Desde sua construção, na década de 70, a região sempre atraiu investimentos públicos e privados, o que hoje lhe confere completa infraestrutura – destacando-se, ainda, pela proximidade do aeroporto de Congonhas e facilidade de acessos às principais vias da capital paulista. Servida por excelentes hotéis, restaurantes, casas noturnas, academias, clubes, cinemas e teatros, a Faria Lima também é cercada pelo melhor do comércio de luxo paulistano, encontrado nas lojas de shoppings como o Iguatemi (pioneiro no país), JK Iguatemi, Vila Olímpia e Cidade Jardim.

Um importante diferencial do Miss Silvia Morizono é seu projeto paisagístico. Com a torre recuada, cerca de 4000 mil m² da área do terreno foi destinada à criação de uma praça para uso público, com segurança 24 horas. O espaço inclui áreas de contemplação e bem estar, além de uma passagem para pedestres – que liga a Avenida Brigadeiro Faria Lima à Rua Ministro Jesuíno Cardoso. O paisagismo foi concebido pelos escritórios EDSA (Edward D. Stone Jr. and Associates) e Benedito Abbud Arquitetura, Planejamento e Projetos. O conceito aposta na harmonia entre a natureza e a linguagem arquitetônica moderna. Com árvores de grande porte e várias outras espécies ornamentais e frutíferas, a praça ocupa a parte frontal do terreno, voltada para a Faria Lima – possibilitando aos transeuntes da movimentada avenida um maior convívio com o verde, hoje já relativamente escasso na região. A área externa inclui elegantes espelhos d’água com jatos uniformes e coordenados, o que resulta em belos efeitos visuais. Sensação semelhante é produzida pelo muro verde com esculturas que ladeiam os veículos na entrada e saída do empreendimento. O projeto de iluminação do Miss Silvia Morizono é um recurso extra para torná-lo o novo cartão postal da Faria Lima. Isso porque as linhas verticais que atravessam a fachada são reproduzidas na paginação do piso da praça através de linhas iluminadas, criando um atraente jogo de efeitos refletivos.

Baixar folder Baixar folder

Preencha os dados para baixar o folder

Converse com nosso
atendimento especial
e receba nossas disponibilidades

Deseja receber
notícias exclusivas?