CEO

- Triple A -

O Rio de Janeiro é uma das poucas cidades do mundo que reúne recursos e atrativos para o desenvolvimento bem sucedido de praticamente todas as atividades econômicas. Não por acaso, a região metropolitana do Rio constitui o segundo maior pólo de riqueza do país, responsável por quase 10% do total de bens e serviços produzidos no Brasil.

Área Total

29.927 m²

Entrega

2013

AV. JOÃO CABRAL DE MELLO NETO, 850 Rio de Janeiro RJ

O Rio de Janeiro é uma das poucas cidades do mundo que reúne recursos e atrativos para o desenvolvimento bem sucedido de praticamente todas as atividades econômicas. Não por acaso, a região metropolitana do Rio constitui o segundo maior pólo de riqueza do país, responsável por quase 10% do total de bens e serviços produzidos no Brasil.
Beneficiando-se da posição de capital federal ocupada por um longo período (1763 a 1960), a cidade do Rio logo transformou-se em um dos mais dinâmicos centros financeiro, comercial e cultural do país. Nas últimas décadas, com a evolução do perfil de suas atividades econômicas, o setor de prestação de serviços tornou-se o principal “combustível” da economia, responsável por 62% do PIB do estado – com destaque para as áreas de telecomunicações, audiovisual, tecnologia da informação, turismo, seguros e comércio.
Na indústria, a economia fluminense é impulsionada pelas atividades de setores como metalúrgico, siderúrgico, petroquímico, naval, automobilístico, de extração e refino de petróleo, químico, farmacêutico, entre outros. No setor de petróleo, por exemplo, há mais de 700 empresas dessa área com atividades no Rio, como Shell, Esso, Ipiranga, Chevron Texaco, El Paso, Repsol YPF – sendo que a maioria mantém centros de pesquisas instalados no estado.
No Rio também estão sediadas as duas maiores empresas brasileiras (Petrobrás e Vale), o maior grupo de mídia e comunicações da América Latina (Organizações Globo), além de gigantes do setor de telecomunicações – como Embratel, Oi, TIM, Intelig e Star One (maior empresa latino-americana de gerenciamento de satélites). Várias empresas estatais têm sede na cidade, a exemplo do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), ANP (Agência Nacional do Petróleo) e Eletrobrás, a maior companhia de energia elétrica da América Latina.

Para possibilitar economia de energia aos edifícios, o sistema elétrico oferece uma entrada de média tensão para as áreas comuns e outra, de baixa tensão, para atender a área dos escritórios. O empreendimento conta ainda com grupos geradores para a área comum do empreendimento, que desempenham funções específicas em casos de emergência . O projeto prevê espaço disponível para instalação de gerador privativo por parte dos usuários. O projeto elétrico foi desenvolvido de acordo com as Normas americanas ASHRAE 90.1 e NEC, o projeto de incêndio de acordo com a Norma americana NFPA . O ar-condicionado é caracterizado por um moderno sistema de água de condensação apto a suportar sistemas diversos conforme a preferência do usuário ou do adquirente, inclusive cargas de 24 horas. O sistema de ar condicionado foi desenvolvido de acordo com as Normas Americanas ASHRAE 62.1 e 90.1. O projeto prevê ainda diversas medidas que demonstram a preocupação com a responsabilidade sócio ambiental como reuso de águas provenientes de três fontes: água pluvial, água de condensação do ar condicionado das torres North e South e água de lavatórios. Está previsto também um sistema de tratamento de esgoto e sistema de coleta seletiva de lixo, além da existência de sala de lixo e tanque de lavagem nos andares. As fachadas serão revestidas com vidro laminado e reflexivo, o que reduz a entrada de calor no ambiente, garante conforto térmico e gera economia no sistema de ar condicionado. Está previsto o monitoramento e controle do ar externo a ser injetado nos ambientes e controle de CO nos estacionamentos subterrâneos para ajuste da vazão de ar conforme a quantidade de veículos em movimento. A iluminação será controlada por sensor de movimento o que reduz o consumo de energia. Não é gerador de poluição e segue o conceito de eficiência energética mínima.

Os edifícios contemplam infra-estrutura para abrigar os mais modernos recursos de telecomunicações. As torres estão preparadas para receber suprimento das redes de concessionárias locais (com cabos de fibra óptica). O projeto ainda prevê espaços exclusivos para empresas usuárias de fibra óptica privativa. Está prevista também uma rede interna com pontos de telefonia e dados, interconectada com das redes das concessionárias – que deverá ser implantada por uma empresa gestora de telecomunicações, com outorga da Anatel e disponível aos condôminos. O sistema permite disponibilizar serviços de última geração para transmissão de voz, dados e imagem.

Baixar folder Baixar folder

Preencha os dados para baixar o folder

Converse com nosso
atendimento especial
e receba nossas disponibilidades

Deseja receber
notícias exclusivas?